Preso em Jati homem que matou o seu padrasto a tiros esta noite

Pandemia da bala

Homicídio desta noite de quinta-feira foi no município de Jati na região do Cariri (Reprodução/Google Street View)

Pouco além de dois meses após um caso de triplo latrocínio mais uma pessoa foi assassinada em Jati na região do Cariri. Por volta das 20h30min desta quinta-feira (07) o agricultor Manoel Delfino da Silva, de 48 anos, o “Manezão” foi morto a tiros de espingarda artesanal. Ele não tinha passagens pela polícia, residia no Sítio Cajueiro na zona rural de Jati e o crime aconteceu no Sítio Baixa Grande naquele município.

O autor dos disparos foi o também agricultor e enteado da vítima, Carlos Antonio de Oliveira, de 35 anos, morador da localidade, o qual terminou preso já por volta das 10 horas desta sexta-feira não muito distante do local onde tudo aconteceu. Segundo o Coronel L. Rodrigues, Comandante da Companhia de Brejo Santo, as diligências feitas por equipes da Polícia Militar não cessaram desde que o fato aconteceu.

Com relação ao caso do triplo latrocínio foi na madrugada do dia 31 de outubro na Avenida Humberto de Alcântara no centro da cidade. Foram morto a facadas o vaqueiro João Paulo Barbosa, de 35 anos, e o casal Maria de Fátima Gomes Ramos, de 69, e Severino dos Ramos, de 68 anos, o “Ramim”. Inclusive, o acusado José Borges de Lima, de 21 anos, o “Cabecinha”, que mora na mesma via, foi preso neste domingo e está na cadeia pública de Juazeiro.




Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Saiba mais