Polícia de Crato cumpre mandados e prende cinco acusados de estupro contra uma menor

Infância perdida

Policiais Civis da Delegacia de Defesa da Mulher de Crato amanheceram o dia no Sitio Zabelê na zona rural daquele município cumprindo mandados de prisões temporárias dentro das investigações de um rumoroso caso de estupro coletivo. A operação foi batizada de “Infância Perdida” já que o crime começou quando a vítima ainda tinha apenas 7 anos de idade e perdurou durante dez anos.

A delegada da mulher, Kamila Brito, já vinha levantando informações sobre a prática dos delitos com a ajuda de investigadores da DDM de Crato. Foi quando ela decidiu representar contra seis pessoas de uma mesma família, sendo atendida pelo Juiz José Arcelino Jacome, titular do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher em Juazeiro.

Hoje pela manhã, um comboio da Polícia Civil foi até àquela localidade rural cratense com o objetivo de cumprir os seis mandados. Um deles conseguiu escapar por um matagal e outros cinco terminaram recolhidos e levados à presença da Delegada Kamila Brito. Em contato com a reportagem do Site Miséria, ela optou por não divulgar os nomes dos presos a fim de preservar a identidade da vítima.




Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Saiba mais