Vendedor de algodão doce em Juazeiro reage a assalto e é morto com um tiro

Latrocínio em Juazeiro

José Josivan era muito conhecido em Juazeiro do Norte (Reprodução/Redes sociais)

Um caso de latrocínio foi registrado na noite desta segunda-feira em Juazeiro do Norte. O vendedor de algodão doce José Josivan da Silva, de 42 anos, que residia na Rua Jaime Dorcy (João Cabral) foi baleado durante assalto e morreu quase três horas depois num dos leitos do Hospital Regional do Cariri (HRC). Ele já se encaminhava para sua residência quando foi abordado por dois assaltantes querendo o seu aparelho celular.

O fato aconteceu por volta das 20 horas na Rua Engenheiro Diógenes Aires Gondim (Jardim Gonzaga) e o vendedor teria esboçado uma reação. A dupla tomou o celular e ainda efetuou um disparo contra Josivan, fugindo numa motocicleta em alta velocidade pelas ruas do bairro. A vítima foi socorrida às pressas por populares ao HRC, mas faleceu perto das 23 horas em virtude do agravamento do quadro clínico.

Quando a polícia soube do crime, uma patrulha do Policiamento Ostensivo Geral (POG), comandada pelo Sargento Emerson, diligenciou sem o êxito de prender os criminosos. Josivan era uma pessoa carismática e muito querida em Juazeiro por cujas vias públicas saía vendendo algodão doce num pedaço de pau, principalmente aos domingos. O fato revoltou todos àqueles que o conheciam e sabiam que era uma pessoa do bem.




Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Saiba mais