Doente mental acusado de estupro em Nova Olinda foi morto com um tiro no peito

Homicídio no Cariri

(Imagem Ilustrativa)

Após nove meses sem o registro de assassinatos em Nova Olinda uma pessoa foi vítima de homicídio à bala nesta quinta-feira naquele município. Por volta das 16h30min foi encontrado o corpo do agricultor Laildo Hermógenes Cordeiro, de 54 anos, que era apelidado por “Dé”. O mesmo residia no Sítio Zabelê e estava perto da estrada de acesso ao Sítio Palmeiras na zona rural de Nova Olinda apresentando uma perfuração à bala abaixo do peito esquerdo.

Ele ainda foi visto por volta das 10 horas de ontem e, tudo indica, que o crime foi praticado pela manhã. “Dé” era usuário de drogas, praticou várias contravenções penais e um crime de estupro quando esteve preso no manicômio judiciário em Fortaleza após solicitação de incidente de insanidade mental. No dia 30 de março de 2012, no Sitio Olho D´água em Nova Olinda, ele tentou matar o seu irmão Vandeir Hermógenes Cordeiro, de 40 anos, atingindo com um tiro de espingarda.

Este foi o primeiro homicídio de 2020 em Nova Olinda ou a metade em relação aos dois do ano passado. O último tinha acontecido no dia 18 de Junho após entrevero motivado por causa de um cachorro na Vila do Sítio Barreiros. Edival Gomes de Alencar, de 50 anos, o “Camilo” que morava no bairro Populares, foi morto com três tiros de espingarda. O crime foi praticado por Felipe Batista da Cunha, o “Felipe Filho de Nego Tim” que residia no Sítio Barreiros e fugiu.




Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Saiba mais