Homem suspeito de latrocínio foi encontrado crivado de balas em Porteiras

Homicídio no Cariri

Corpo de Moisés foi recolhido pelo rabecão ao IML de Juazeiro (Reprodução)

O ajudante de eletricista Francisco Moisés Jovino, de 44 anos, que residia na Rua Guilherme Couto no centro de Porteiras, teve o cadáver encontrado crivado de balas por volta das 6 horas desta terça-feira no Sítio Agrestinho na zona rural daquele município. Supostamente foi morto na noite de segunda-feira e o corpo recolhido pelo rabecão a fim de ser necropsiado na Perícia Forense de Juazeiro.

Ele respondia procedimento por crime de violência doméstica contra Edilania Pereira Rodrigues e, em maio de 2015, foi preso com arma de fogo. Já em setembro de 2017 praticou crime de ameaça contra Francineide de França e voltou a ser preso, em maio de 2018 para responder procedimento por crime ao meio ambiente e patrimônio público. Já em agosto último passou a ser investigado em Inquérito Policial como suspeito num crime de latrocínio.

Este foi o primeiro homicídio do ano em Porteiras e o último tinha acontecido no dia 20 de outubro quando Daniel Amaro da Silva, de 21 anos, que residia no Sítio Muquém, morreu no Hospital de Brejo Santo após ser lesionado com duas facadas no abdômen. O crime aconteceu no Forró dos Velhos no Clube Lima Paulos Casa de Shows que funciona no Sitio Coxos às margens da CE-397 e foi praticado pelo adolescente de iniciais E. M. S., de 17 anos, apreendido ao se apresentar na delegacia.




Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Saiba mais