Morto a tiros em Mauriti jovem acusado de matar outro a golpes de facão no pescoço

Homicídio no Cariri

Crime aconteceu no Distrito de Umburanas em Mauriti (Foto: Reprodução/ Redes sociais)

Após sete meses sem o registro de homicídios um jovem foi assassinado a tiros por volta das 18h30min desta quinta-feira na zona rural de Mauriti. Francisco Lopes dos Santos, de 29 anos, que era apelidado por “Iroca”, residia na Rua Nova (Distrito de Umburanas) naquele município, foi baleado e ainda correu para fugir da linha de tiros tombando morto na cozinha de casa. Os autores dos disparos fugiram num Fiat Strada de cor branca e tinham sido vistos passando na localidade no período da tarde.

Ele respondia procedimentos por homicídio, lesão corporal, tráfico de drogas, furto de veículo e já tinha sido vítima de um atentado à bala. “Iroca” foi indiciado como um dos autores do assassinato de Damião Dias de Sousa, de 29 anos, a golpes de facão no pescoço e na cabeça no dia 6 de março de 2016. Este residia na Vila São Francisco no Distrito de Umburanas e teve o corpo encontrado numa estrada vicinal de acesso àquela localidade perto de viaduto sobre o canal da transposição das águas do São Francisco.

O assassinato de “Iroca” foi o primeiro do mês de outubro em Mauriti e o sexto do ano no município ou 35% em relação aos 17 assassinatos registrados no decorrer do ano passado. O último deste ano tinha acontecido no dia 23 de maio quando o artesão José Airton Santana Leite, de 34 anos, foi morto com uma facada no pescoço na Rua Vicente Izidro. O autor do crime foi uma pessoa identificada por “Márcio” com quem discutiu e travou luta corporal.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Saiba mais