Acusado de latrocínio em Nova Olinda morreu em troca de tiros com a PM de Juazeiro

Intervenção policial

Luiz Gustavo morreu em frente a Tecnolity e a polícia apreendeu uma arma de fogo e celulares roubados (Foto: Reprodução/ Redes sociais)

Assaltos, perseguição e troca de tiros entre policiais e bandidos resultaram num morto e outro apreendido por volta das 19h30min desta segunda-feira no cruzamento das ruas Francisco Martins de Souza e Rafael Malzone na localidade denominada Villa Real (São José) em Juazeiro. A equipe RAIO Coordenador soube do assalto perto do Supermercado Assai naquele bairro quando a dupla armada num ciclomotor tinha roubado celulares de dois homens de 26 e 35 anos, residentes no São José.

O crime foi presenciado por um Cabo do RAIO o qual passou a perseguir os acusados recorrendo ao apoio dos colegas de farda. No citado local, os PMs se depararam com a dupla numa motoneta Shyneray de cor preta e sem placas quando deram ordem de parada e não foram atendidos. Além disso, o garupeiro sacou uma arma e apontou na direção dos policiais que atiraram causando a morte de Luíz Gustavo Santana Teles, de 19 anos, que morava na Rua José Marinho Silva (Triangulo).

O seu comparsa ainda tentou fugir, mas foi apreendido no caso o menor de iniciais D. H. O. V., de 16 anos, residente no bairro Triângulo. Este foi levado à presença da delegada Cicera de Jesus Santos Araújo, juntamente com um revólver calibre 32 tendo três munições picotadas e mais três intactas e os dois aparelhos celulares roubados a qual lavrou o ato infracional

Apenas três dias após completar 18 anos de idade Luiz Gustavo matou um homossexual para roubar dinheiro e pertences em Nova Olinda. O crime de latrocínio aconteceu na madrugada do dia 9 de maio do ano passado na CE-292 mais precisamente no Sítio Lagoa do Jacu na zona rural de Nova Olinda. O vendedor de perfumes e cosméticos Francenilton Tavares de Sales, de 28 anos, residia no Sítio Mororó em Santana do Cariri e foi morto com dois tiros.

Ele tinha acabado de sair de um bar às margens da CE-388 que liga Nova Olinda e Altaneira, onde bebia com duas pessoas que, supostamente, notaram a boa quantia de dinheiro na sua bolsa. Testemunhas comentaram que o autônomo havia marcado um encontro e saiu pilotando sua moto Honda POP de cor preta e placa OIN-1502 até o local definido, onde foi morto. A polícia foi avisada e patrulhas da PM de Nova Olinda, Altaneira, Farias Brito e Santana do Cariri foram mobilizadas na caça aos acusados.

O corpo da vítima foi encontrado a uma distância de 50 metros em relação à sua moto com vestígios de luta corporal quando Francenilton ainda tentou correr para não ser morto. A polícia descobriu que um dos acusados era Luiz Gustavo e foi até sua casa na Rua São João (Bairro Vila Alta) em Nova Olinda, mas este fugiu pulando muros ao ver as viaturas. No imóvel, os PMs apreenderam a mochila de Francenilton com R$ 257,00 e produtos da Natura, dois capacetes, uma blusa rasgada e um boné sujos de sangue. O outro acusado foi o tio de Luiz Gustavo no caso Daniel de Santana Vieira, que mora no Sítio Mamão em Santana do Cariri e, também, fugiu.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarSaiba mais