Jovem foi morta a facadas esta madrugada no bairro Romeirão em Juazeiro

Feminicídio em Juazeiro

Crime aconteceu esta madrugada na Avenida Salgueiro perto do estádio Romeirão (Foto: Reprodução/ Google Maps)

Um crime de feminicídio foi registrado na madrugada desta quinta-feira nas imediações do estádio Romeirão em Juazeiro do Norte. Por volta das 02h30min a polícia foi avisada que uma mulher tinha sido lesionada à facadas e uma patrulha do Policiamento Ostensivo Geral (POG) foi até a Avenida Salgueiro no bairro Romeirão. Rosimeire da Silva Bezerra, de 36 anos, a “Rosinha” que residia na Rua José de Alencar, 885 naquele bairro, já tinha morrido.

Ela foi lesionada com vários golpes de faca e o principal suspeito é o jovem Adriano Torres Oliveira, de 24 anos, que mora no bairro João Cabral. Uma pessoa chegava ao imóvel, onde também mora, e se deparou com um homem esfaqueando Rosinha e saiu correndo em busca de ajuda. Ela não tinha passagens pela polícia e os militares souberam que o acusado é usuário de drogas e já responde alguns procedimentos perante à justiça.

Patrulhas da PM foram até à casa dele e notaram manchas de sangue na porta, sendo apreendida a moto usada por Adriano para ir ao local do crime no caso uma Honda CG 125 Titan KS de cor vermelha. Os policiais também apreenderam uma faca, uma camisa e um short sujos de sangue. Ele já responde por crime de lesão corporal e tinha sido preso em agosto de 2013 no cruzamento das ruas São Francisco e São Salvador (São Miguel) após roubar o celular de uma garota. Já em dezembro de 2015 passou a responder por tráfico de drogas junto à 2ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro.

Este foi o segundo homicídio do mês de junho em Juazeiro e o 41º do ano no município. O último tinha acontecido segunda-feira quando Manoel Isaac Alves da Costa, de 24 anos, que residia na Rua Válter Menezes Barbosa (Triângulo), foi morto a tiros por dois homens numa moto. O crime aconteceu na Avenida Ednir Mendonça perto do Parque Ecológico das Timbaúbas no bairro José Geraldo da Cruz e ele já tinha sido vítima de tentativa de homicídio há cinco anos.

Quanto a mulheres foi a terceira assassinada este ano em Juazeiro e a sétima em todo o Cariri. Por coincidência a última também tinha o nome de Rosimeire e foi morta no dia 2 de abril no Conjunto São Sebastião II do Minha Casa Minha Vida no bairro Brejo Seco. Maria Rosimeire de Santana, a “Rosi” de 38 anos, era costureira e foi executada a tiros por seu ex-companheiro Severo Manoel Dias Neto, de 39 anos, que foi preso uma semana depois na zona rural de Caririaçu.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarSaiba mais