Cadeirante foi morto a tiros em Caririaçu enquanto assistia TV no sofá de sua casa

Homicídio em Caririaçu

“Carlão” era usuário de drogas e já tinha sido baleado certa vez quando ficou paraplégico (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Após quase cinco meses sem o registro de homicídios em Caririaçu um homem foi assassinado por volta das 21h30min deste sábado. O cadeirante Carlos Roberto Soares Borges, de 42 anos, que era apelidado por “Carlão”, foi executado com seis tiros enquanto assistia TV no sofá da sala de sua casa na Rua Carlos Morais, 400 no centro da cidade. No imóvel chegaram dois homens numa moto Honda Bros e já foram atirando num caso de execução sumária.

Uma patrulha da Polícia Militar de Caririaçu com o Sargento Silva, o Cabo P. Silva e os Soldados Valdeir e Balbino esteve no local e diligenciou sem o êxito de localizar a dupla assassina. Carlão era usuário de drogas e chegou a ser preso em abril do ano passado com substâncias entorpecentes. Ele se tornou cadeirante desde que foi alvejado com um tiro na coluna deixando-o paraplégico. O crime foi praticado pelo pai de uma garota que o mesmo estava aliciando

Este foi o primeiro homicídio deste ano em Caririaçu e o último tinha acontecido na noite do dia 22 de dezembro do ano passado quando o ex-presidiário Tompsom Jorge Medeiros de Araújo, de 36 anos, foi morto a tiros de escopeta calibre 12 na calçada de sua casa na Rua Paulo Batista dos Santos, 550 (Bairro José Augostinho). Segundo sua esposa, o mesmo saiu à porta para fumar um cigarro e ela ouviu apenas os disparos. Ele respondia por crimes de violência doméstica e porte de arma de fogo

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarSaiba mais