Agricultor é preso em Mauriti acusado de estuprar menino de 11 anos em troca de uma gaiola

De novo Mauriti

“Murilo” foi levado à Delegacia de Brejo Santo para responder por crime de estupro de vulnerável (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

O agricultor Maurilio Bernardino Bastos, de 40 anos, residente no Sítio Furtuna na zona rural de Mauriti foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Brejo Santo por volta das 17 horas desta quinta-feira. Ele é acusado de ter abusado sexualmente de um garoto de 11 anos ao qual prometeu dar uma gaiola de presente. O procedimento contra “Murilo” – como é conhecido – será feito por portaria quando as investigações serão aprofundadas em torno do crime de estupro de vulnerável.

Ele foi detido em sua residência por uma Patrulha da PM com o Sargento Edinilton e os Soldados Moreno e Moura após o avô do estudante de iniciais J. D de O. S., de 11 anos, relatar sobre o caso ocorrido no último mês de fevereiro contra o seu neto. A polícia vai requisitar exames laboratoriais para dar encaminhamento às investigações que serão acompanhadas pelo Conselho Tutelar de Mauriti. Murilo não tinha passagens pela polícia

OUTROS – Nos últimos dias a polícia de Mauriti prendeu dois homens condenados por crimes de estupros de vulneráveis no município. Na última sexta-feira (8) foi José Cardoso Neto, de 45 anos, residente no Sítio Açude Velho, condenado a 17 anos e meio de prisão. Já nesta segunda-feira (11) foi a vez do agricultor José Garcia da Silva, de 56 anos, residente no Distrito de Palestina, e condenado a 14 anos e oito meses de reclusão igualmente por estupros recorrentes.
Online Drugstore, cialis black 800, Free shipping, comprar clomid, Discount 10%

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.