Mais um agricultor é preso sob a acusação de estupros recorrentes em Mauriti

Estupros no Cariri

Cumprindo mais um mandado de prisão preventiva em virtude de condenação por crime de estupro o agricultor José Garcia da Silva, de 56 anos, foi preso por volta das 14 horas desta segunda-feira em Mauriti. Ele mora na Rua Gabriel Izídio (Distrito de Palestina) na zona rural daquele município e a decisão judicial foi assinada pelo magistrado Luis Savio de Azevedo Bringel, da Comarca de Mauriti, no último dia 28 de fevereiro.

No último dia 29 de agosto o mesmo tinha sido condenado a 14 anos e oito meses de reclusão pelos estupros recorrentes contra a vítima de iniciais A. L. M de A. A ação da PM foi coordenada pelo Tenente Alcebíades Brasil e o agricultor terminou conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil de Brejo Santo pelos Sargentos J. Cícero, Batista e Rolim e os Soldados Josemar, Moura e R. Inácio. José Garcia será trazido para a Penitenciária de Juazeiro.

OUTRO – Na última sexta-feira (8) a polícia de Mauriti já tinha prendido em virtude de condenação 1 17 anos e meio por estupros José Cardoso Neto, de 45 anos, residente no Sítio Açude Velho. A vítima era uma pessoa da sua própria família em Mauriti, cujos abusos sexuais já ocorriam há bastante tempo e começaram quando a mesma ainda era menor de idade e, hoje, conta com 28 anos. Da mesma forma, foi trazido para a Penitenciária de Juazeiro.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarSaiba mais