Menino de 8 anos é abusado sexualmente em Várzea Alegre e acusado está preso

Estupro no Cariri

A criança foi atendida no Hospital São Raimundo de Várzea Alegre (Foto: Reprodução)

Um caso de estupro de vulnerável foi registrado no início da madrugada deste domingo no município de Várzea Alegre. Aos 30 minutos de hoje deu entrada no Hospital São Raimundo Nonato um menino de 8 anos vítima de abuso sexual quando uma patrulha da PM foi até lá. A mãe dele, Maria Rute Gomes Lima, de 25 anos, residente no bairro Betânia, acusou o gesseiro Cícero Fábio Alves de Freitas, de 30 anos, apelidado por “Fábio dos Mancabiras”, pelo crime de estupro de vulnerável.

Ele mora na Rua Glicério Gomes (Bairro Riachinho) em Várzea Alegre e foi preso por policiais militares, sendo autuado em flagrante na Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu ainda na madrugada deste domingo. Maria Rute disse aos PMs que estava com sua companheira numa confraternização na casa da mãe dela em um Conjunto Habitacional no Bairro Serrinha.

Num determinado momento, o gesseiro discutiu com sua mulher que é cunhada de Maria Rute. Para evitar novos entreveros, a companheira de Fábio foi embora. Nisso, ele pediu ao menino de 8 anos que fosse chamar sua esposa o que o mesmo fez em companhia de um irmão do acusado de apenas 5 anos. As duas crianças retornaram a sós já que a mulher de Fábio disse que não pretendia retornar para a festa.

Algum tempo depois, a criança de 8 anos brincava na calçada quando Fábio atraiu para um matagal próximo. No retorno, a mãe notou o menino sem ânimo e este mostrou a cueca suja de sangue relatando o que Fábio tinha feito com o mesmo. Imediatamente, Maria Rute foi ao encontro de Fábio e este negou a prática do crime. Depois, ela levou a criança ao hospital e os médicos confirmaram os abusos sexuais quando Fábio terminou preso já em sua residência.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

AVISO: Você está sem internet! Algumas coisas do MV MAIS funciona sem internet. 😉