12 policiais envolvidos no tiroteio em Milagres são afastados

Após tragédia

Doze policiais envolvidos no conflito armado durante tentativa de assalto a agências bancárias em Milagres foram afastados das ruas. A ação aconteceu na madrugada da última sexta-feira, 7, e resultou em 14 mortes, sendo 6 pessoas mantidas como reféns e 8 suspeitos de organização criminosa.

Leia também

O próprio governador Camilo Santana anunciou a abertura da investigação e o afastamento dos policiais durante mensagem em sua página no Facebook.

O afastamento se dá perante abertura do processo de investigação preliminar do caso aberta pela Controladoria Geral de Disciplina (CGD). Cerca de 40 agentes farão parte da equipe especial formada para investigar o caso.

Assim, os policiais se voltam para atividades administrativas da Polícia Militar até a conclusão do processo.

VÍTIMAS REFÉNS

Seis pessoas feitas reféns pelo grupo armado morreram na ação: João Batista Magalhães, 49, empresário e pai de Vinícius Magalhães, 14, também falecido durante conflito. Foram mortos ainda Cícero Tenório dos Santos, 60, cunhado de João Batista, o sobrinho Gustavo Tenório dos Santos, 13, Claudinei Campos dos Santos, 42, e Francisca Edneide da Cruz Santos, 49.

Fonte Site Miséria
Texto Alana Soares/Agência Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.