Ex-presidiário teve a casa arrombada em Araripe e foi morto com 9 tiros enquanto dormia

Homicídio no Cariri

Flávio foi morto na cama de sua casa nesta madrugada em Araripe (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Exatamente dez dias após um novo homicídio foi registrado no município de Araripe na região do Cariri. Por volta das 3 horas da madrugada desta terça-feira o ex-presidiário Flávio Mickay Ferreira de Sousa, de 23 anos, foi morto com nove tiros enquanto dormia em sua cama no quarto de casa na Rua 101 (Bairro COHAB 1) em Araripe. Ele estava com a esposa quando um homem quebrou a porta da residência do casal, foi até o quarto e efetuou os disparos.

A polícia só tomou conhecimento do crime cerca de duas horas depois e a companheira de Flávio justificou ao Sargento Aurílio e aos Soldados Matos e F. Sousa não ter avisado antes com medo do acusado ainda estar nas imediações do imóvel. A vítima deixou a cadeia pública de Araripe no último dia 6 de setembro onde cumpria pena por crimes de tráfico de drogas. Ele era usuário e, ainda adolescente, cometeu um crime de trânsito e outro por receptação já em abril de 2016.

Este foi o segundo homicídio do mês de novembro em Araripe e o oitavo de 2018 no município ou o dobro em relação aos quatro assassinatos registrados no decorrer do ano passado. O outro deste mês tinha acontecido na madrugada do dia 10 quando o menor Leonel de Sousa Menezes, de 17 anos, o “Léo Gordinho”, que residia no bairro Alto da Caixa D’água, foi morto a tiros. Ele tinha passagens por crimes de tráfico de drogas e assaltos.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.