Acusado de crimes em Várzea Alegre agrediu estudante que não lhe deu dinheiro para drogas

Só faltava essa...

“Fumaça” já tem várias passagens pela polícia (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Há alguns meses, o jovem Fábio Hengler de Souza, de 22 anos, apelidado por “Fumaça” e morador da Rua Padre Jose Otávio, 131 no centro de Várzea Alegre, abordou o estudante Diego Alves da Silva, de 21 anos, residente no bairro Betânia, e pediu ao mesmo dinheiro para comprar drogas. Como Diego se negou a fazer a doação, surgiram “rixas” e o estudante passou a ser ameaçado.

Por volta das 11 horas desta quinta-feira o rapaz seguia da escola para casa quando foi abordado por “Fumaça” que o agrediu com uma paulada. Diego foi socorrido ao Hospital São Raimundo apresentando uma fratura leve no braço esquerdo que usou para se defender e várias escoriações pelo corpo. A polícia foi comunicada sobre a agressão e uma patrulha da PM diligenciou prendendo “Fumaça” perto de sua residência.

Ele já responde por cinco arrombamentos, o furto de um veículo e foi conduzido até à Delegacia de Polícia Civil. Todavia, entraram num acordo e o estudante declinou de representar contra “Fumaça” que foi solto. Uma das prisões de “Fumaça” aconteceu no dia 10 de setembro de 2016 após arrombar uma residência, no bairro Zezinho Costa em Várzea Alegre, ali esquecendo sua carteira de identidade.

Ao notar a ausência do documento, ele abandonou uma sacola com uma máquina e acessórios para cortar cabelo encontrada por um vizinho. Uma pessoa que mora próximo também teve sua casa arrombada de onde levaram perfumes e dinheiro. Ao ser localizado, “Fumaça” admitiu a prática dos arrombamentos e terminou preso delatando ainda o seu comparsa de 17 anos que foi apreendido.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.