Jovem agoniza no HRC em Juazeiro após agressões sofridas por conta de discussão no trânsito

A dor de uma mãe

Pedro Neto foi agredido por Raimundo Sérgio que está foragido (Foto: Reprodução/Redes sociais)

A dor pela morte de uma neta de apenas 4 anos ainda é latente e a comerciante Edenia Bezerra, de 60 anos, já se vê diante de novo momento de angustia na sua vida. A neta Thayla Hellen Bezerra Marcelino morreu há 14 meses em consequência de um câncer e, agora, o seu filho Pedro Ribeiro da Costa Neto, de 32 anos, agoniza na UTI do Hospital Regional do Cariri (HRC) em Juazeiro do Norte. Ele foi vítima de uma série de agressões no meio da madrugada do último dia 12 de agosto na rotatória do Crajubar.

Pedro Neto é Supervisor de Vendas da TIM em Juazeiro e, naquela madrugada, se envolveu numa discussão no trânsito quando saía do Budega Cariri no bairro Lagoa Seca. Ele dirigia o seu Chevrolet Cruze de cor branca e se fazia acompanhar da namorada, mas seu carro foi perseguido por um Fiat Punto Sporting guiado pela pessoa com quem discutira. Quando parou no semáforo da rotatória, terminou surpreendido por um violento soco no rosto já o deixando desmaiado ao volante do carro.

O agressor já identificado como sendo Raimundo Maciel Lopes Neto continuou agredindo-o com mais cerca de 20 socos que causaram uma parada cardiorrespiratória e Pedro Neto foi socorrido ao HRC onde entrou em estado de coma. Esta semana, a equipe médica abriu protocolo para averiguar se houve morte cerebral, mas a conclusão dos exames depende da estabilidade no quadro clínico do paciente. A família ainda não decidiu se fará a doação dos órgãos no caso do diagnóstico de morte cerebral.

A vítima cursa Gestão Comercial pela Faculdade Anhanguera e detém uma sociedade com sua mãe num comércio que funciona em sua residência na Avenida Leandro Bezerra, 272 no bairro do Socorro. Já o acusado trabalha na agência do Banco do Brasil de Araripe e mora em Campos Sales estando foragido. Raimundo Maciel é formado em Direito pela Universidade Regional do Cariri (URCA) e cursa Jornalismo na UFCA (Universidade Federal do Cariri) em Juazeiro.

O caso está sendo investigado pelo Delegado Regional de Polícia Civil, Juliano Marcula e, na sessão de ontem da Câmara de Juazeiro, o vereador Sargento Nivaldo defendeu severas punições contra Raimundo Sérgio pelas agressões praticadas. Ainda nesta terça-feira familiares e amigos divulgaram um vídeo que sugere correntes de orações em prol do pronto restabelecimento da saúde de Pedro Neto diante da forte esperança que o mesmo sobreviva.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.