Agricultor foi morto a tiros quando seguia de moto para o centro de Lavras da Mangabeira

Homicídio no Cariri

“Galego” respondia procedimento por porte de arma de fogo (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Quase três meses depois um novo homicídio foi registrado no município de Lavras da Mangabeira. Por volta das 06h30min desta terça-feira o agricultor Vicente Aurélio Figueiredo Ferreira, de 35 anos, que era conhecido como “Galego” ou “Vicente de Josa”, foi baleado na BR-230 perto da entrada para o Sítio Unha de Gato. Ele morava no Sítio Espraiado naquele município e ainda foi socorrido às pressas ao Hospital São Vicente Férrer de Lavras, mas já chegou sem vida.

O mesmo pilotava sua moto na direção do centro quando terminou atocaiado por dois homens noutra moto os quais efetuaram os disparos. Galego perdeu o equilíbrio do veículo e tombou em um matagal às margens da rodovia federal, onde esteve uma patrulha da PM com o Sargento Alberto e os Soldados Leonardo e L. Amorim. Este ano, Galego foi preso portando uma arma de fogo e, em abril de 2011, foi feito um TCO contra o mesmo tendo como vítima o seu próprio filho hoje com 12 anos de idade.

Este foi o primeiro homicídio do mês de agosto em Lavras da Mangabeira e o sexto do ano ou exatamente a metade dos 12 assassinatos registrados no ano passado. O último deste ano tinha acontecido no dia 22 de maio contra o agricultor Andrei Germano de Medeiros, de 40 anos, que residia na Rua Xavier Ângelo, morto com um tiro de espingarda ao chegar na sua propriedade no Sítio Espraiado. Ele foi surpreendido por dois homens encapuzados que atiraram e um dos suspeitos era o próprio “Galego” assassinado hoje.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.