Campeão paraibano de sinuca é morto a tiros em intervenção da PM em Campos Sales

Morte em Campos Sales

Corrolla foi perseguido por uma patrulha da PM de Campos Sales (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Um dos quatro ocupantes de em veículo Corolla de cor branca e placas QFW-5350, inscrição de João Pessoa (PB), morreu por volta das 02h30min da madrugada desta quarta-feira na CE-371 na saída de Campos Sales. O carro foi alvejado a tiros efetuados por policiais militares quando José Messias Guedes Oliveira, de 35 anos, que residia na Rua Professora Cristina Lima (Bairro Salgadinho) em Patos (PB), terminou atingido por um projétil nas costas e morreu no local.

O seu colega de viagem Josean Leite de Oliveira, de 38 anos, saiu lesionado de raspão, enquanto outros dois identificados como Wendel e Gutiele escaparam ilesos. Estes disseram ter saído do carro e pedido para que cessassem os disparos. Os quatro são paraibanos e viajavam para São Luiz (MA), a fim de participarem de um torneio de sinuca. Eles tinham parado para se alimentarem num posto de combustíveis quando um frentista teria visto tacos de sinuca no banco traseiro e imaginou que fossem armas.

A polícia foi avisada e, chegando ao estabelecimento, o quarteto tinha acabado de sair quando a patrulha seguiu à procura temendo que a intenção fosse de assalto a banco. Segundos os PMs, o motorista teria furado o bloqueio e, na perseguição, terminaram atirando no Corrolla causando a morte de Messias e deixando Josean ferido. O Site paraibano patosonline.com noticiou que os quatro são conhecidos profissionais e campeões de sinuca e que o clima é de revolta em Patos (PB).

Este foi o primeiro homicídio do mês de agosto na região do Cariri e o sétimo de 2018 em Campos Sales ou 46,6% em relação aos 15 assassinatos registrados no decorrer do ano passado no município. Os últimos tinham acontecido na madrugada do dia 7 no caso de um duplo homicídio perto da Bodega do Zé, onde acontecia uma seresta no centro. Foram mortos a tiros o crediarista Antonio Igor de Lima Alves, de 23, o Salsicha”, e o menor Francisco Wellington Torres, de 17 anos, o “Neguinho”.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.