Foge da cadeia de Campos Sales acusado de matar e enterrar agricultor para roubar sua moto

Latrocida foragido

O presidiário Dionio Joaquim de Sousa, de 22 anos, residente no Sítio Queimadas na zona rural de Campos Sales, fugiu na madrugada desta segunda-feira da cadeia pública daquele município. Segundo o agente penitenciário Jáder, o mesmo cavou um buraco na parede que segura as grades da frente do xadrez e fugiu pulando o muro, após romper uma grade de ferro de proteção que fica no teto da área do banho de sol.

A fuga se deu por volta das três horas da madrugada de ontem e a polícia foi avisada cerca de cinco horas depois pelo agente que estava sozinho de plantão. Imediatamente, uma patrulha com os Sargentos Erisvalto, Nobre e Vieira, o Cabo Antonio e os Soldados Fernandes e Luz esteve na unidade prisional e passou a buscar informações e promover diligências para tentar recapturá-lo.

Dionio responde Ação Penal de Competência do Júri por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. O mesmo foi preso em flagrante na noite do último dia 10 de novembro em sua casa e recolhido à cadeia pública, a fim de aguardar o julgamento. Ele é acusado de matar a golpes de faca Roberto Alexandre da Silva, de 26 anos, que residia na Agrovila Santa Maria em Campos Sales.

O crime foi praticado por Dionio e sua companheira Jaqueline da Silva de Barros, então com 22 anos, quando enterraram a vítima perto da residência do casal no Sítio Queimadas. Segundo Antonia Maria da Silva, o seu irmão saiu de casa no dia anterior pilotando sua moto Honda de cor vermelha na direção do Assentamento Lagoa do Miguel, a fim de beber com amigos e não mais retornou.

No dia seguinte, ela soube por populares do achado de um cadáver enterrado numa cova rasa no Sítio Queimadas e policiais militares já estavam no local quando notaram vestígios de que o corpo tinha sido arrastado desde uma casa próxima até a cova. No imóvel, prenderam Dionio e sua mulher que negaram envolvimento no crime. Porém, uma pessoa que mora perto disse ter ouvido o barulho de uma moto e gritos de socorro.

Posteriormente, o casal foi à residência do vizinho, o deficiente visual “Zé Arnon” para ver a novela na TV notando que estavam nervosos. Ainda segundo “Zé Arnon”, na manhã do dia 10 de novembro de 2017, Jaqueline teria retornado à sua casa pedindo uma pá emprestada e devolvendo-a pouco depois junto com uma faca que nem era do deficiente. Inclusive, Dionio já esteve preso por roubo em São Paulo.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.