Mulher não resistiu e morreu duas horas após ser atropelada pelo Metro do Cariri em Juazeiro

Morte na via férrea

Dona Antonia sofreu traumatismo craniano e morreu duas horas depois (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

A doméstica Antônia Alves de Oliveira, de 52 anos, morreu por volta das 11 horas desta segunda-feira num dos leitos de UTI do Hospital Regional do Cariri (HRC) em Juazeiro do Norte, cerca de duas horas após ser atropelada por uma das composições do Metrô do Cariri. O acidente aconteceu em torno das 9 horas da manhã de hoje quando ela atravessava a via férrea.

Ao perceber a aproximação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), ainda tentou retornar e não deu tempo. Dona Antonia caiu e terminou atropelada sofrendo traumatismo crânio encefálico e fratura exposta no tornozelo. O acidente aconteceu na Avenida Paulo Maia perto da Escola Profissionalizante Tenente Coelho e a mesma recebeu os primeiros socorros no local por profissionais de saúde do SAMU que a conduziram até o HRC.

A vítima chegou ao hospital em estado considerado grave e os imediatos procedimentos não foram suficientes para evitarem sua morte com o agravamento do quadro clínico. Ela trabalhava numa residência próxima ao local onde ocorreu o atropelamento e o seu corpo já está na Perícia Forense onde será necropsiado e devolvido à família para providenciar o velório e sepultamento.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.