Acusado de estelionato no Maranhão foi preso ao estuprar garota de 15 anos em Juazeiro

Estupro em Juazeiro

“Pedrinho” será recambiado esta manhã para a cadeia pública de Juazeiro (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Dois homens acusados de crimes de estupros foram presos neste final de semana nos bairros Limoeiro e Salesianos em Juazeiro do Norte. Por volta das 20 horas a polícia prendeu Pedro Belo de Sousa Neto, de 46 anos, o “Pedrinho” natural de Crato, acusado de estuprar uma garota de 15 anos. O crime aconteceu no bairro Salesianos após a vítima ser abordada momentos após sair da festinha de aniversário de um parente e teria sido ameaçada com arma de fogo.

Ao chegar em casa sangrando, a adolescente contou para os familiares os quais, imediatamente, acionaram a polícia iniciando as buscas. Ele foi localizado na Rua do Rosário imediações da Escola José Geraldo da Cruz e disse ser morador de rua, mas consta numa Ação Penal que respondeu junto à Comarca de São Luiz no Maranhão a Rua Santa Cecília (Bairro Salesianos) em Juazeiro como o seu endereço.

No Maranhão, “Pedrinho” disse ser autônomo e respondeu por um crime de estelionato em setembro de 2008 o qual teve como vítimas Francisco Afonso dos Santos e José Guilherme dos Santos. Na última quarta-feira ele completou 44 anos e, desde 2010, responde ainda um procedimento perante a Justiça Federal de Juazeiro que a reportagem do Site Miséria não conseguiu a tipificação do crime. “Pedrinho” está recolhido à carceragem da polícia civil e será recambiado à cadeia pública.

OUTRO – Antes, por volta das 19 horas deste sábado, um homem foi detido por populares e entregue a uma patrulha da Polícia Militar. A reportagem do Site Miséria não conseguiu a sua identificação. Apenas a informação que o mesmo teria tentado estuprar uma criança. Ele foi preso na Avenida Castelo Branco perto do cruzamento com a Rua São Benedito no bairro Limoeiro.

Fonte Site Miséria
Texto Demontier Tenório

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.