Primeira pessoa é vacinada contra a Covid-19 em Missão Velha

204 doses

Secretaria de saúde o munícipio, Rivonete, ao lado de Isabela Araújo, primeira enfermeira a ser vacinada em Missão Velha (Foto: Divulgação)

Ontem, segunda feira, 18 de janeiro de 2021, o Brasil vivenciou um dia histórico em toda sua história: a chegada da vacina e a distribuição da mesma em todo o território brasileiro. Desde o ano passado, o Brasil e o mundo vêm lutando contra um vírus que tem causado muito medo e incertezas em toda população mundial. Após vários estudos, mobilização e dedicação dos cientistas, o mundo acredita que está mais próxima a cura desse vírus que tem ceifado muitas vidas e abalado centenas de milhares de outras.

Em primeiro lote, o estado do Ceará recebeu do Ministério da Saúde 218 mil doses para distribuição em todos os municípios do estado. Missão velha recebeu, na manhã desta terça feira (19), 204 doses da vacina, entregues à secretária de saúde, Rivonete, que, ao chegar no município, iniciou a imunização. A primeira profissional a receber a vacina na cidade foi Isabella Araújo, técnica de enfermagem da unidade de suporte “Covid-19”. Desenvolvida pela chinesa Sinovac e produzida pelo instituto Butantan, a CORONAVAC tem sido a esperança de todos os brasileiros em primeiro momento.

Segundo o poder público municipal, que atende às recomendações do Ministério da Saúde, o número de vacinas é extremamente baixo, e, inicialmente, vai dar prioridade aos profissionais de saúde da linha de frente. As 204 doses que chegaram serão para apenas 34% desses profissionais, ficando todo o restante sem a vacina. Esses 34% serão prioritários para a Unidade COVID-19, hospital e laboratórios que fazem testes do corona vírus. Depois, em segundo momento, iniciará nos profissionais dos PSFs. Após todos da linha da saúde estarem imunizados, começará a vacinar os idosos e continuará o plano de vacinação conforme orientação do Mistério da Saúde. No entanto, inicialmente a prioridade é destinada aos profissionais de saúde e, principalmente, àqueles que estão na linha de frente.

Secretaria de saúde o munícipio, Rivonete, ao lado de Isabela Araújo, primeira enfermeira a ser vacinada em Missão Velha (Foto: Divulgação)

Depois do início da vacinação, a previsão do governo é que a vacinação seja concluída em 16 meses. Neste tempo, os primeiros quatro meses serão usados para imunizar todos os grupos prioritários e os outros 12 meses seriam para vacinar a população em geral, ou seja, a campanha de vacinação deve durar pelo menos até o primeiro trimestre de 2022.

O Ministério da Saúde estima que, para interromper a circulação do vírus, cerca de 60% a 70% da população precisa estar imune. “Desta forma seria necessária a vacinação de 70% ou mais da população (a depender da efetividade da vacina em prevenir a transmissibilidade) para eliminação da doença”, diz o plano de vacinação. Como no momento inicial não existe ampla disponibilidade da vacina, “o objetivo principal da vacinação passa a ser focado na redução da morbidade e mortalidade pela covid-19”, o que deve acontecer com a vacinação dos grupos prioritários, diz o governo. O município destaca que todos os números e a ordem de prioridade de grupos prioritários para imunização é totalmente definida pelo Ministério da Saúde.




Fonte MV MAIS
Texto José Wilson

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Saiba mais