Médica missãovelhense morre após ser atropelada em Fortaleza

Biografia

Acidente ocorreu na tarde desta quinta-feira (20), no Bairro Meireles. — Foto: Paulo Sadat

A médica cardiologista Lucia de Sousa Bélem, 61 anos,  morreu após ser atropelada na tarde desta quinta-feira (21) no cruzamento da Avenida Dom Luiz com a Rua Coronel Jucá, no Bairro Meireles, área nobre de Fortaleza. Esta é natural da cidade de Missão Velha, onde ainda reside a sua família, mas, devido ao seu trabalho, morava na capital cearense.

Em conversa com Bosco André, historiador missãovelhense, este lamentou a morte prematura da amiga Lúcia Belém e lembrou dos seus irmãos que têm o mesmo nome dos pastorinhos que viram Nossa Senhora de Fátima: Jacinta, Lúcia e Francisco. Finalizou dizendo que era uma médica muito competente e esforçada.

Testemunhas informaram que a profissional de saúde atravessava a avenida, na faixa de pedestre, em direção ao estacionamento onde estava o seu carro. Em seguida, uma motorista de um veículo Range Rover Evoque, fez uma conversão à esquerda, entrando na rua, e atingiu a médica, que morreu no local.

Médica morreu atropelada ao atravessar rua em faixa de pedestre em Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Após o acidente, a motorista permaneceu no local para prestar esclarecimentos à Polícia Militar. Equipes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) estiveram no ponto do acidente, auxiliando no trânsito.

 

Biografia

Lúcia de Sousa Belém, filha de Camilo Belém (in memoriam) e Maria de Sousa Belém (Marica), nasceu em Missão Velha, em 19 de outubro de 1959. Estudou no antigo Ginásio Paroquial da referida cidade, onde concluiu o ensino fundamental. Com enorme incentivo da sua saudosa tia Maria D’jane, que acolheu muitos missaovelhenses em seu conhecido pensionato para estudantes na capital Fortaleza, concluiu o ensino médio. Conseguiu êxito no vestibular de Medicina da concorrida Universidade Federal do Ceará. Especializou-se em Cardiologia, e tinha como principal mister o excelentíssimo trabalho no Hospital do Coração de Messejana desde de 1992.

Dedicou a sua vida à sua profissão, sempre buscando uma medicina de excelência e, principalmente, uma medicina igualitária, voltada para todos, em especial aos mais necessitados. Contribuiu para o avanço da medicina no estado do Ceará e, por isso, foi reconhecida por todos os profissionais do meio médico como profissional exemplar e altruísta. Porto seguro de toda sua família e amigos, não media esforços para ajudar e amenizar os problemas de todos.

Dr. George Fechine, vereador, advogado e primo da médica, muito consternado com o trágico acontecido, declarou que “infelizmente, nesta tarde do dia 21 de janeiro de 2021, ao se direcionar ao seu consultório para realizar a sua maior paixão: ajudar o próximo através de sua vocação profissional, nos deixou e foi realizar o seu trabalho do bem junto de Deus”.

 

Nota de pesar

O Sindicato dos Médicos do Ceará publicou nota de pesar pelo falecimento da médica. “Expressamos nossos sentimentos de condolências e solidariedade aos familiares, amigos e admiradores que a estimam e partilham a dor pela sua partida”, afirma a nota.

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) também divulgou nota de pesar sobre o falecimento. Segundo a pasta, a cardiologista trabalhava desde 1992 no Hospital de Messejana – a Unidade Clínico-Coronariana recebe o nome da médica. Também trabalhou em outros hospitais da rede estadual. “Sua dedicação ao serviço público e o espírito solidário deixarão saudades nos colegas”, ressalta a Sesa.

“Doutora Lúcia participou da formação de gerações de médicos e sempre será exemplo na incansável luta de dar aos cidadãos acesso ao sistema de saúde. Neste momento de dor, todos os profissionais que fazem a Secretaria da Saúde do Ceará se solidarizam com familiares e amigos”, finaliza a pasta estadual.




Fonte MV MAIS
Texto Antonio Alexandre Fábio Augusto

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Saiba mais