Missão Velha recebeu mais 640 doses da vacina contra H1N1

Vírus

Vacinação contra a H1N1 é encerrada em Juazeiro; 2ª dose das crianças recomeça na segunda (17) (Foto: Ilustrativa)

A gripe H1N1 é uma doença respiratória aguda, diferente de uma gripe comum, pois é causada por um subtipo distinto do vírus influenza. Ela pertence a família da Influenza A.
Os sintomas da H1N1 são idênticos aos de uma gripe comum, tais como: dor no corpo, fraqueza, mal-estar, febre alta, tosse, espirros e dor de cabeça. O que difere é que nos casos de H1N1 os sintomas podem ser mais fortes que os de uma gripe corriqueira e os pacientes costumam apresentar ainda dificuldades respiratórias.

O Ministério da Saúde selecionou o público-alvo da doença, que inclui: crianças de até 5 anos (toma 2 doses, segunda dose com 30 dias), grávidas, índios, idosos, trabalhadores da saúde e portadores de doenças crônicas. Esses grupos são os mais sensíveis ao vírus e podem ter complicações caso sejam infectados. Por isso, as campanhas de saúde priorizam esses pacientes.

Depois do surto da doença na região do cariri, a procura pela dose da vacina contra influenza cresceu bastante, a ponto de faltar nos postos de saúde, e até nas clinicas particulares da região.

Na cidade de Missão Velha por exemplo, a procura pela dose da vacina cresceu significativamente, acontecendo inclusive de pessoas chegarem a madrugar nos postos de saúde para conseguirem ser imunizados. Mas nem todos que foram à procura da vacina saíram satisfeitos, uma vez que não haviam nos postos doses suficientes para todos.

O Site MV MAIS recebeu diversas reclamações da falta de vacina em todos os postos de saúde do município, recebemos a informação que na ultima segunda feira (10/06) a vacina teria chegado em alguns postos de saúde, mas em quantidade bem reduzida quando em relação a primeira dose. Procuramos a secretaria de saúde do município para maiores esclarecimentos sobre o assunto, conversamos com Maria Irandi que é Coordenadora de imunização do município de Missão Velha, e a mesma nos informou que nessa segunda etapa teria vindo menos de 10% da quantidade de vacina da primeira etapa.

“Recebemos uma quantia de 640 doses dia 10 /06/2019, direcionada à realização das segundas doses para as crianças primo-vacinadas que somam um total de 527 crianças”. Quanto ao restante da população, segundo a coordenadora, não existe previsão para ser imunizada.

“A vacina influenza é direcionada pelo Ministério da Saúde para grupos prioritários, para o Município de Missão velha foram disponibilizadas 9.350 doses na primeira etapa que teve início dia 10 de abril até o dia 31 de maio com uma população prioritária de 10 .750 pessoas a serem vacinados.” – Disse a coordenadora, admitindo assim que a quantidade fornecida não é o suficiente nem para o grupo prioritário que seria de 10.750 pessoas, mas que o município não pode fazer nada, pois as vacinas são destinadas pela Secretaria Regional de Saúde, e completa, informando que “o desejo seria de vacinar toda população. Até o momento, a Regional de Saúde não repassou nenhuma informação quanto ao envio de mais doses. ” – Afirma Maria Irandi.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarSaiba mais

X