Gasolina no Ceará cai 1,8%, mas é a mais cara do Nordeste

R$ 4,67 por litro

Ontem (26), o litro do combustível foi encontrado a R$ 4,62 em dois postos da Capital, localizados na Avenida Rogaciano Leite (Foto: Reprodução)

O preço médio da gasolina vendida nos postos de Fortaleza apresentou recuo de 2,5% em uma semana. De acordo com o Levantamento de Preços mais recente divulgado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), o valor médio do produto ao consumidor passou de R$ 4,77 na semana entre 10 e 16 de junho para R$ 4,65 no período entre 17 e 23 deste mês. Com isso, entretanto, o preço médio do combustível nos postos do Ceará ficou em R$ 4,67 – maior do Nordeste e sétimo maior do País, valor que representa queda de 1,8% na semana encerrada no último dia 23 ante a imediatamente anterior.

Na última semana, de acordo com a ANP, R$ 4,49 foi o menor preço para a gasolina encontrado. O valor foi visto na Osório de Paiva, no bairro Vila Pery, em um posto de bandeira branca. Já o maior preço encontrado foi R$ 4,79. Ontem (26), a reportagem encontrou o combustível sendo comercializado a R$ 4,62 o litro em postos de bandeira Shell e BR na Avenida Rogaciano Leite.

No Ceará, levando em consideração os preços colhidos em 13 municípios do Estado, o preço mínimo ao consumidor ficou em R$ 4,40. O maior valor encontrado pela ANP foi R$ 4,93. O preço de R$ 4,40 foi visto na cidade de Limoeiro do Norte. Já o maior valor, de R$ 4,93, foi encontrado em Crateús.

Leia também

Ranking

Levando em consideração apenas o preço máximo de R$ 4,93 encontrado no Estado, o Ceará perde apenas para a Bahia, onde o combustível chegou a ser comercializado ao consumidor final por R$ 5,19 na última semana. Na região Nordeste, o menor preço médio foi encontrado no Maranhão (R$ 4,26), sendo o preço mínimo de R$ 3,99 e o máximo de R$ 4,79, de acordo com os números da ANP.

Considerando os 27 estados brasileiros, o preço da gasolina no Ceará só fica atrás dos valores médios encontrados no Rio Grande do Sul (R$ 4,69); Tocantins (R$ 4,73); Goiás (R$ 4,77); Minas Gerais (R$ 4,85); Rio de Janeiro (R$ 4,97) e Acre, com o litro do combustível a R$ 5,03.

Na Capital cearense, o preço médio do diesel ao consumidor final foi calculado pela ANP em R$ 3,42, considerando R$ 3,35 como valor mínimo e R$ 3,79 como o preço máximo. A Capital cearense concentra o valor mais barato e o mais caro do diesel no Estado. O preço médio para o Estado foi calculado em R$ 3,49. O valor médio do diesel vendido no Ceará é o quarto mais barato do Nordeste, perdendo apenas para o estado da Bahia (R$ 3,46); Paraíba (R$ 3,41); Pernambuco (R$ 3,37).

Reajuste

A Petrobras anunciou ontem (26) que o preço médio do litro da gasolina A sem tributo nas refinarias, que entra em vigor nesta quarta-feira (27) será mantido em R$ 1,8783. Já o preço do diesel segue congelado em R$ 2,0316. Três semanas após o acordo entre governo e caminhoneiros, o preço do diesel permanece em queda no País, mas ainda não atingiu a redução de R$ 0,46. Em quatro estados, o preço voltou a subir.

De acordo com a ANP, no País, o óleo diesel foi vendido por R$ 3,397 por litro na semana passada, queda de R$ 0,198 com relação à semana anterior à paralisação dos caminhoneiros. Ante a primeira semana de greve, o corte é de R$ 0,391 por litro. Nessa semana, porém, os preços começaram a subir já com efeitos provocados pela greve no abastecimento. No acordo com os caminhoneiros, o governo se comprometeu com subsídio de R$ 0,30 por litro aos produtores e importadores, além de corte de impostos no valor de R$ 0,16.

Fonte Diário do Nordeste Site Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.