Ceará vence Foz do Iguaçu nos pênaltis e avança na Copa do Brasil

Goleiro foi decisivo

Foi mais difícil que o esperado, mas o Ceará está na 3ª Fase da Copa do Brasil. Depois de desperdiçar muitas chances no tempo normal e empatar sem gols, o Vozão foi melhor nos penaltis e superou o Foz do Iguaçu por 4 a 2, avançando na competição nacional para enfrentar o Corinthians, agora em dois jogos. O herói da classificação, que valeu 1 mihão e 450 mil reais, foi o goleiro Fernando Henrique, pegando duas cobranças do time paranaense.

Com jogo único na casa do adversário e sem a vantagem do empate como na fase anterior, o Ceará entrou em campo contra o modesto time paranaense querendo definir o duelo no tempo normal. Chances para isso o Vozão até teve, mas desperdiçou muitas ao longo da partida. A primeira chance surgiu logo no início do jogo, com Roger, mas o atacante bateu para fora em lance claro de gol. Depois do primeiro gol perdido, o Ceará continuou buscando o ataque e quase marcou, em finalização de Ricardinho para a defesa de Felipe Alisson.

Leia também

O Foz iniciou a partida tímido, respeitando o Vozão, mas aos poucos foi se aventurando ao ataque e exigiu defesa de Fernando Henrique em chute de Matheus Guerreiro. Com o campo reduzido e gramado ruim, o Ceará deixou seu estilo de jogo de lado, de toque de bola, para buscar Roger nos levantamentos para a área.

Como a defesa do Foz ia se sobressaindo nos lances, Juninho resolveu arriscar de longe e a bola passou rente à trave. Nos minutos finais do 1º tempo, Roger ainda acertou a trave em belo chute. “Precisamos caprichar um pouco mais para abrirmos o placar e ter um pouco de tranquilidade no jogo”, disse Ricardinho, camisa 8 do Alvinegro.

Mas o Vovô não teve esta tranquilidade. Em um sucessão de chances perdidas como as de João Lucas e Chico, o Ceará foi deixando o jogo perigoso. Tanto é que o Foz por pouco não saiu na frente, em finalização de André para fora, após saida errada do meio campo alvinegro. Foi quando na parte final do jogo, Lisca resolveu arriscar, colocando dois atacantes: João Paulo e Ricardo Bueno.

Muito ofensivo, o Ceará alugou o campo de ataque, mas com o Foz todo recuado e pouca efetividade, nada criou. E por pouco não sofreu um gol em contra-ataque, com André perdendo gol feito de frente para Fernando Henrique. Pressionando até os 49, o Ceará jogou a bola na área em demasia, mas ficou nisso: 0 a 0.

A definição da vaga foi para os pênaltis, com o goleiro Fernando Henrique defendendo duas cobranças e Samuel Xavier definindo a classificação para o Alvinegro.




Fonte Diário do Nordeste Site Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Saiba mais