Ceará perde para o Goiás na estreia de Adilson Batista

Com pênalti desperdiçado

A posse de bola terminou 50% para cada na Arena Castelão (Foto: Reprodução/ Diário do Nordeste)

Na estreia de Adilson Batista, o Ceará criou muito, acertou duas vezes a trave, mas perdeu para o Goiás por 1 a 0, nesta domingo (6), na Arena Castelão. O resultado da 23ª rodada da Série A do Brasileiro é o 9ª jogo sem vitória do Alvinegro de Porangabuçu.

Durante o jejum, o Vovô marcou apenas três gols, sendo a última vitória do time no dia 10 de agosto, contra a Chapecoense. Na tabela, a equipe é a 16ª, com 23. O desafio agora é o Grêmio, quarta (9), às 21 horas, no Centenário.

Já o Goiás sobe para 10º com o resultado, somando 33 pontos. O próximo compromisso é diante do Botafogo, no mesmo dia, às 19h15, no Engenhão.

Primeiro tempo

Adilson Batista armou a equipe em um novo esquema (4-4-2), sem o uso de centroavantes. A equipe sentiu a mudança e demorou para se adaptar em campo, com os primeiros minutos de posse de bola do Goiás, assim como as principais chegadas, nenhuma com perigo.

Quando o duelo parecia equilibrado, um erro da defesa alvinegra mudou os rumos da partida: Fabinho recuou para Valdo, que errou o domínio e foi desarmado por Michael. O atacante invadiu a área, driblou o zagueiro e mandou para o fundo da rede: 1 a 0.

No fim, o Ceará ainda tentou pressionar e voltar ao duelo. Primeiro perdeu uma chance clara aos 29, com Leandro Carvalho finalizando à queima-roupa para defesa de Tadeu. Depois, já aos 46, foi Lima que exigiu dos reflexos do arqueiro. Muitas vaias das arquibancadas na Arena Castelão!

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o Ceará voltou com três mudanças: Willian Oliveira, Felippe Cardoso e a formação 4-4-2. A equipe tentou acelerar as jogadas e melhorou em campo, mas parou, mais uma vez, em Tadeu.

A pressão, no entanto, surtiu efeito. Em cobrança de escanteio, o juiz marcou pênalti de Sanches em Valdo. Na cobrança, Thiago Galhardo carimbou o travessão, desperdiçando a cobrança.

O empate também quase veio aos 29, quando Tadeu fez uma brilhante defesa em arremate de Felippe Cardoso. Já aos 40, com Juninho Quixadá, o Vovô chegou com duas chances: o meia mandou para fora e depois na trave. Fim de partida na Arena Castelão com novo revés alvinegro.

Fonte Diário do Nordeste Site Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarSaiba mais