Com três gols anulados, Brasil empata com Venezuela e recebe vaias

Copa América

Firmino teve um gol anulado no primeiro tempo por falta no ataque (Foto: Reprodução/ Diário do Nordeste)

A seleção brasileira foi vaiada mais uma vez na Copa América. Jogando na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Brasil produziu pouco e empatou em 0 a 0 com a Venezuela, nesta terça-feira (18). A equipe até marcou três vezes, mas teve todos os lances anulados, sendo duas vezes pelo VAR (árbitro de vídeo). No final do jogo, torcedores cantaram “Olé” para a troca de passe adversária.

O próximo jogo na competição é contra o Peru, sábado (22), às 16h, na Arena Corinthians. Com as duas equipes empatadas em quatro pontos, o jogo decide a liderança do Grupo A – que conta também com a Bolívia. O Brasil está na primeira posição devido ao saldo de gols: 3 a 2 contra os peruanos.

O jogo

A seleção brasileira teve o controle da posse, mas não a reverteu em perigo contra a Venezuela. Os primeiros minutos foram de muita intensidade, principalmente com os pontas David Neres e Richarlison, que criaram as principais chances de perigo.

Passada a pressão inicial, o ritmo caiu e os comandados de Tite passaram a insistir na bola aérea. Em um lance, até marcaram com Firmino, em gol anulado por falta do ataque.

Os visitantes exploraram bem o contra-ataque e chegaram a ameaçar a meta de Alisson com Rondón, em cabeçada que tirou tinta da trave. Jogo movimentado no começo e morno no fim, balanço que rendeu vaias e aplausos por parte da torcida baiana ao término do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, Tite colocou Gabriel Jesus no lugar de Richarlison. Aos 15 minutos, o atacante conseguiu um gol após passe de Firimino, mas a arbitragem assinalou impedimento no início da jogada. Buscando ser mais incisivo, o técnico brasileiro lançou Everton e tirou David Neres.

O cearense entrou bem, criou oportunidades e conseguiu um passe para Jesus, que finalizou para defesa de Fariñez. O rebote ficou com Coutinho que chutou para o fundo da rede. O VAR entrou novamente em ação e anulou mais um tento brasileiro porque a bola resvalou em Firmino no momento que entrava no gol, aos 41 da etapa final.

A arbitragem ainda assinalou nove minutos de acréscimo, mas o tempo não foi suficiente para o Brasil furar a retranca venezuelana. No fim, os torcedores cantaram “Olé” para a troca de passes adversária e vaiaram a saída do elenco brasileiro.

Fonte Diário do Nordeste Site Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. AceitarSaiba mais