Boca frustra Palmeiras de novo e fará final da Libertadores com River

Futebol

Benedetto (esq), jogador do Boca Juniors, comemora após marcar gol durante partida contra o Palmeiras, válida pelo jogo de volta das semifinais da Copa Libertadores da América - 31/10/2018 (Foto: Reprodução)

Mais uma vez, o Boca Juniors frustrou os planos do Palmeiras na Copa Libertadores. O time argentino, que já havia vencido na Bombonera por 2 a 0, aproveitou bem a vantagem e chegou à decisão com um empate em 2 a 2, no Allianz Parque, em São Paulo, na noite desta quarta-feira.

O Palmeiras chegou a flertar com a façanha, mas, assim como no primeiro jogo, o atacante Darío Benedetto decidiu o confronto com um belo gol de fora da área. Seis vezes campeão da América, o Boca fará a decisão mais espetacular de sua história, diante do eterno rival River Plate, nos dias 7 e 28 de novembro, na primeira final argentina da história da Libertadores.

Incentivado pela torcida que lotou a arena e acreditava na reação, o Palmeiras começou bem a partida e saiu na frente logo aos 9 minutos, com Bruno Henrique. O árbitro Wilmar Roldán, no entanto, auxiliado pelo árbitro assistente de vídeo (VAR, na sigla em inglês), anulou o gol por impedimento de Deyverson na origem da jogada, para decepção geral no Allianz.

O Boca, então, passou a assustar e só não marcou com Lisandro Magallán porque Wéverton fez uma grande defesa, em bola que por pouco não cruzou a linha de gol. No entanto, o time argentino se tranquilizou ainda mais aos 17 minutos, em vacilo da defesa palmeirense. Sebastián Villa avançou pela direita e cruzou por baixo para Ramón Ábila, que se antecipou e marcou.

No segundo tempo, o técnico Luiz Felipe Scolari mexeu no time com a entrada de Moisés na vaga de Bruno Henrique e o Palmeiras empatou logo no início com o zagueiro Luan. Pouco depois, marcou o segundo novamente com um defensor, o paraguaio Gustavo Gómez, que converteu pênalti sofrido por Dudu.

Com a torcida em delírio, o Palmeiras tinha meia hora para chegar aos dois gols que precisava e o Boca parecia atordoado. No entanto, o atacante Benedetto, que assim como na Bombonera entrou no segundo tempo na vaga de Ábila, acabou com a festa alviverde ao acetar um bonito chute, rasteiro, no canto de Wéverton. Como na final de 2000 e na semifinal de 2001, o Boca encerrou o sonho do bicampeonato do Palmeiras no Brasil.

Fonte Veja Site Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.

AVISO: Você está sem internet! Algumas coisas do MV MAIS funciona sem internet. 😉