Corinthians vira sobre o Sport e respira no Brasileiro

Grande atuação

Danilo Avelar corre pra comemorar seu gol, o da virada do Corinthians sobre o Sport (Foto: Reprodução/ Terra)

Na noite deste domingo (16), o Corinthians conseguiu uma emocionante vitória sobre o Sport. A equipe saiu atrás no placar após falta infeliz do zagueiro Henrique, que cometeu pênalti e deu a chance para Hernane marcar. Contando com grande atuação do meia Jadson, autor de um dos gols, o time alvinegro virou para 2 a 1 com Danilo Avelar, aos 44 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o Corinthians chega aos 33 pontos e à oitava colocação, voltando a vencer depois de quatro rodadas. Já o Sport se manteve com 24 pontos, na 19ª posição, na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, os comandados de Jair Ventura encaram o Internacional, que entrou neste final de semana como líder da competição. O duelo está marcado para as 16h (de Brasília) do domingo, na Arena Corinthians. Eduardo Baptista e seus atletas, por outro lado, voltam ao Recife, local do embate contra o Palmeiras, às 18h (de Brasília) do mesmo dia, na Ilha do Retiro.
Roger perde gols; Hernane “broca”

A partida começou em um ritmo acelerado por parte dos donos da casa, tentando apertar o Sport no seu campo de defesa. Roger, em duas oportunidades, sairia na cara do gol, mas acabou sendo pego em impedimento pela arbitragem. Quando foi dele o passe, porém, a jogada saiu: boa enfiada para Clayson, que limpou Magrão e cruzou na pequena área. A bola foi desviada levemente pelo goleiro, o suficiente para o camisa 9 perder o tempo e mandar a cabeçada por cima do gol.

O Timão seguiu em bom ritmo, buscando aproximação entre Romero e Jadson pela direita para criar as chances de gol. Em uma boa trama da dupla, auxiliada pela esporádica subida de Paulo Roberto. O camisa 10 alvinegro mostrou muita visão de jogo e precisão para acionar Roger na marca do pênalti, mas o companheiro mostrou exatamente o contrário ao pegar mal na bola e mandar à esquerda de Magrão.

O erro, que deixou irritada a torcida, ainda cobrou seu preço logo depois. Em escapada pela esquerda do ataque, Sander ultrapassou a intermediária e cruzou para Hernane. O centroavante aparentemente não alcançaria a bola, mas foi deslocado por Henrique, pelas costas, e o juiz marcou pênalti para a equipe visitante. O próprio “Brocador” foi para a cobrança, esperou Cássio cair para o canto e mandou no meio, abrindo o placar.

O jogo ficou mais nervoso para os alvinegros em desvantagem, sempre buscando acelerar as jogadas sem tanta precisão. O cenário ficou bom para os pernambucanos, que viram o contra-ataque se apresentar. Na melhor chance, porém, Neto Moura preferiu tentar um gol do meio-campo, vendo, de longe, Cássio matar o chute no peito e sair jogando, em um dos poucos momentos de delírio da torcida até o intervalo.

Jadson comanda a virada

Jair Ventura percebeu a inabilidade do Corinthians para criar jogadas no meio-campo e sacou Douglas, que pouco participava da partida, para promover a entrada de Mateus Vital. Com mais aproximação no meio-campo, o Alvinegro conseguiu construir jogadas por baixo e poderia ter aberto o placar antes dos dez minutos, quando Romero recebeu na área e chutou cruzado. Roger poderia tentar fechar na segunda trave, mas não tentou e viu a bola sair pela linha de fundo.

A pressão corintiana seguiu, com o Sport muito recuado na tentativa de proteger o resultado. Depois de tanto martelar, os donos da casa enfim conseguiram o empate. Após falta cobrada na área, a zaga afastou parcialmente e Clayson, pela esquerda, recolocou o a redonda na zona de perigo. Roger, Léo Santos e Henrique, os três sem marcação, não conseguiram finalizar e a zaga deu um toque, deixando o lance limpo para Jadson chutar de esquerda e marcar um lindo gol.

O ímpeto corintiano foi freado após muitas substituições, com os dois treinadores chegando aos 27 minutos do segundo tempo já sem alteração, fosse por cansaço ou lesão de quem estava jogando. Jair procurou abrir a defesa adversária com a entrada de Pedrinho na vaga de Roger, mas teve de queimar uma outra mexida com a contusão de Paulo Roberto, contando apenas com esse fator para chegar à vitória.

E ela veio depois de muita insistência. Sem deixar de sofrer com o perigo de ataques do Sport, que ameaçou em lances de Rogério e Neto Moura, o Alvinegro viu Clayson deixar a ponta esquerda e abrir para Gabriel. O volante, que entrou na lateral, devolveu e viu o companheiro ganhar de Sander no corpo. O cruzamento foi na primeira trave, Romero ganhou pelo alto e Avelar, livre na segunda, empurrou para a rede.

Fonte Terra Site Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.