CBF oficializa convite para Tite seguir na seleção, diz jornal

Após eliminação

Futuro presidente, Rogério Caboclo se reuniu com o treinador e oficializou a vontade de continuar (Foto: Reprodução)

Nem mesmo a queda do Brasil na Copa do Mundo da Rússia para a Bélgica, por 2 a 1, na última sexta-feira, em Kazan, fez a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) perder sua confiança em Tite. Segundo noticia neste sábado o jornal Folha de S.Paulo, a entidade formalizou um convite para que ele permaneça à frente da seleção brasileira.

Futuro presidente, Rogério Caboclo se reuniu com o treinador e oficializou a vontade de continuar com o ex-corintiano. Antes da derrota para os belgas, inclusive, foi dito ao comandante que todos estavam “orgulhosos” de seu trabalho nesses dois anos.

Ainda não há certeza, porém, se Tite seguirá à frente da seleção. Frustrado com o revés em território russo, ele irá tirar alguns dias de folga e, enquanto isso, pensará ao lado da família sobre sua sequência de carreira.

Caso permaneça, o treinador terá tido um “perdão” considerado inédito, já que nenhum outro técnico que perdeu uma Copa do Mundo continuou no cargo na competição seguinte.

A última vez que um comandante ficou dois Mundiais consecutivos foi em 1970, com Mario Jorge Lobo Zagallo, que treinou o Brasil em 1974 e acabou saindo após a queda na semifinal para a Holanda e o quarto lugar conquistado depois de uma derrota para a Polônia na disputa do 3º e 4º.

Contratado em 2016, Tite completou contra a Bélgica sua 26ª partida à frente da seleção, com 20 vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas. O aproveitamento é de 82%.

Fonte espn Site Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.