Em O Outro Lado do Paraíso, Fabiana arma barraco com Clara: ‘Vigarista’

Novela das nove

Fabiana (Fernanda Rodrigues) com Clara (Bianca Bin) na primeira fase da novela das nove (Foto: Reprodução/TV Globo)

Fabiana (Fernanda Rodrigues) armará um barraco ao confrontar Clara (Bianca Bin) em uma audiência. “Fingida, vigarista”, gritará. Após se casar com Renato (Rafael Cardoso), a loira entrará com uma ação para tomar a fortuna da mocinha de O Outro Lado do Paraíso. Ela acusará a ex-empregada de roubo. Para atormentar ainda mais a vingativa, o médico e sua mulher usarão sua generosidade contra ela mesma.

O vice-diretor do hospital vai pedir para o advogado do casal entrar com uma liminar para bloquear os bens de Clara. Eles alegarão que ela está diminuindo o patrimônio com presentes caríssimos e entregou dinheiro a um incompetente para abrir uma empresa para Beth (Gloria Pires).

As cenas vão ao ar na primeira semana de abril. Clara terá acabado de dar dinheiro a Renan (Marcello Novaes) para ele montar uma grife para sua mãe. A essa altura da trama, Patrick (Thiago Fragoso) e Clara estarão namorando em segredo.

“Estamos aqui para julgar a liminar de dona Fabiana de Sá Junqueira contra Clara Tavares. A denunciante alega que a acusada, através de fraudes, tomou posse de uma fortuna que lhe pertence”, falará o juiz.

“Ela é uma fingida, uma vigarista, a bem dizer da verdade. Foi trabalhar em minha casa como empregada doméstica. Mas com um plano formulado. Apossou-se de três telas de grandes mestres da pintura, deixadas por minha avó. Fugiu com elas. Desapareceu. Só agora a localizei. Milionária. Mas todo o dinheiro que tem é meu”, dirá Fabiana.

Clara afirmará que herdou de Beatriz (Nathalia Timberg) as gravuras citadas pela loira. “As telas eram minhas. Sua avó me deixou. Eu posso provar. Tenho os documentos, em que ela me transfere a posse das telas”, rebaterá a personagem de Bianca Bin.

Lua de mel em hotéis de luxo

“Segundo informações dadas pelo advogado de dona Fabiana, a senhora deu presentes generosos, em dois casamentos”, perguntará o magistrado. “Eu fui madrinha de dois casamentos. Ofereci a viagem de lua de mel, ao Rio de Janeiro, com hospedagem em suítes de hotéis de luxo”, confirmará Clara.

O advogado da loira mostrará em um papel orçamentos referentes aos presentes dados por Clara. Ela olhará os valores e informará que gastou até um pouco mais. “Veja o valor da quantia, doutor. Sua cliente está dilapidando o patrimônio que pertence à dona Fabiana”, alegará o defensor da neta de Beatriz.

Patrick dirá que o colega exagera e vai querer saber se esse é motivo de ele entrar com pedido de liminar para o bloqueio dos bens. “Também consta, dona Clara, que depositou uma quantia significativa em nome de Renan Márquez para a abertura de uma empresa para sua mãe. A senhora admite o depósito?”, perguntará o juiz.

Distração para Beth

A vingativa dirá que sim. Ela explicará que sua mãe está em estado emocional díficil porque sua meia-irmã está muito doente. “O Renan tem experiência no ramo comercial. Eu quis abrir uma empresa para ela se dedicar, ter o que fazer. Ele vai montar uma sociedade”, afirmará Clara.

“Seria admirável, se não fosse com meu dinheiro”, gritará Fabiana. O advogado dela mostrará documentos que atestarão que Renan faliu e está trabalhando com um food truck. Isso não será novidade para a ex-mulher de Gael (Sergio Guizé). Depois de ser desmascarado por Beth (Gloria Pires), Renan vai ser perdoado pela amante.

“Para mim parece uma tentativa óbvia de desviar dinheiro do patrimônio que na realidade pertence à minha cliente”, dirá o defensor da loira. “Eu fui noivo dessa moça. Conheço a mãe. O último trabalho conhecido dela foi dirigir um bordel”, vai declarar Renato.

Fortuna congelada

No final, o juiz concederá a liminar para preservar o patrimônio em discussão. “O objeto principal deste processo não está em causa. Apenas julgo a liminar impetrada por seu advogado, segundo a qual a acusada está dilapidando o patrimônio a que julga ter direito. Entendo que agora é importante preservar o patrimônio, e a acusada tem feito retiradas altas. Defiro a liminar. Senhora Clara Tavares, seus bens estão bloqueados até o fim deste processo”, anunciará o magistrado.

“Bloqueados? O que significa isso?”, perguntará a justiceira do horário nobre. “Não poderá retirar um centavo do banco sem ordem judicial. Não poderá vender nada que faça parte desse patrimônio. Não pode tocar em seus bens até o finald o processo”, explicará o juiz.

Patrick dirá que Clara não precisa se preocupar e dirá que ela deve considerar sua ajuda como um empréstimo.

“Está certo. Preciso de dinheiro para tocar as despesas da casa, cuidar da minha mãe. Mas eu tenho que ganhar. Sua tia Beatriz me deixou as pinturas, dizia que eu era como uma filha pra ela”, esbravejará a mocinha em O Outro Lado do Paraíso.

Fonte Notícias da TV Site Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.