Documentário sobre menino que fundou Museu no sertão é premiado em Londres

Do Crato para o Mundo

Jornalista inglês Sérgio Utsch e Pedro Lucas na gravação do documentário "The Boy Who Made a Museum" (Foto: Divulgação)

O documentário sobre a vida do menino Pedro Lucas Feitosa, fundador do Museu do Luiz Gonzaga – O Homem do Nordeste aos 8 anos, em Dom Quintino, no Crato, foi premiado pela Foreign Press Association, em Londres, durante evento no dia 26 de novembro.

Dirigido pelo jornalista britânico Sérgio Utsch, “The Boy Who Made a Museum” foi produzido em parceria com brasileiros em 2016, ganhando exibição em festivais em todo o Brasil e parte da Europa.

A sensibilidade dos jornalistas em retratar a vida poética que Pedro Lucas, agora com 13 anos, leva na direção do Museu que começou com 10 peças e hoje recebe visitas de todo o Brasil, seu amor pela cultura nordestina e conhecimento notável apesar da pouca idade chamou a atenção dos FPA, formada por jornalistas de todo o mundo.

“O FPA Awards é chamado por aqui de “Oscar do Jornalismo”, mas nenhum título é tão valioso quanto os sorrisos e as referências que ouvimos sobre esse Brasil sofrido, valente e orgulhoso apresentado pelo Pedro Lucas”, escreveu o diretor.

Para Pedro Lucas, a felicidade foi imensa. “Foi uma experiência muito boa a semana que passaram aqui conhecendo minha vida, a comunidade de Dom Quintino, a cultura no Nordeste e seu ícone Luiz Gonzaga”, disse.

Pé no chão como deve ser, a vida do garoto continua a mesma: estudo, lazer e recepcionar visitantes no Museu que já foi notícia em toda a imprensa nacional.

Veja trailer

Fonte Site Miséria
Texto Alana Soares/ Agência Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.