Marília Mendonça diz sofrer ameaças e apaga publicação contra Bolsonaro

Cantora sertaneja

Marília Mendonça apagou a publicação de seu perfil no Instagram sobre o movimento #EleNão, contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). Na rede social, a cantora afirmou que ela e sua família passaram a sofrer ameaças desde que aderiu à campanha, após desafio proposto por Daniela Mercury entre as famosas.

Leia também

“Eu sou uma menina de 23 anos, cheia de amigos das mais variadas formas e conceitos, que sempre respeitou o seu espaço e construiu, com apenas algumas boas torcidas e muita fé, o que tenho hoje. Em uma noite, tudo o que foi construído com amor e carinho foi apagado na mente de algumas pessoas”, escreveu. “Deixo aqui o meu pedido de desculpas a todas as mulheres que acreditei estar defendendo naquele momento. Deixo aqui o meu pedido de desculpas a todos os homens por, em um instante de loucura, acreditar que uma opinião não feriria vocês.”

“Minha mãe tem recebido ataques tanto quanto o restante da minha família que nem compartilha da mesma opinião que a minha”, continuou. “Deixo aqui essa mensagem, e o meu profundo silêncio em qualquer questão que seja política. A gente pede encarecidamente PAZ!” Marília terminou dizendo que não poderia opinar porque não sabe “do que o Brasil precisa”.

A cantora continua dividindo os fãs. Nos comentários da última publicação, muitos se posicionam contra e outros tantos a favor de Jair Bolsonaro. O presidenciável se tornou alvo de uma campanha nas redes sociais na última semana, quando a hashtag #EleNão passou a circular. No fim de semana, Daniela Mercury convocou uma nova onda de manifestações, propondo a Anitta que aderisse ao movimento.

A cantora de Vai Malandra aceitou e desafiou outras famosas. Já se uniram à campanha nomes como Nathalia Dill, Sophie Charlotte e Leticia Spiller, entre outras.

Fonte Veja Site Miséria

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu celular ou computador, inscreva-se agora.